Terapias alternativas


A Medicina chinesa é uma medicina complementar, que aborda a saúde numa perspectiva diferente da abordagem ocidental, partindo do pressuposto que a doença surge em consequência de um desequilíbrio energético ou perturbação emocional e física da pessoa. A abordagem chinesa do corpo humano é única
e baseia-se na compreensão holística do universo.

A Medicina chinesa divide-se em várias especialidades, entre as quais destaca-se:

ACUPUNCTURA


É o grande tesouro da Medicina chinesa. É um método terapêutico que consiste na punção com pequenas
e sólidas agulhas em pontos específicos do corpo para melhorar a saúde, diminuir a dor ou modificar
o estado geral do paciente.



A Acupunctura é uma das modalidades de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa que é praticada na China há cerca de 4000 anos e espalhou-se por vários países da Ásia, adquirindo características peculiares
à região onde se estabelecia. Dentro da concepção chinesa, a doença é uma manifestação de determinado desequilíbrio e a acupunctura é uma forma de readquirir a harmonia perdida. Está indicada para além
de distintos tipos de dor, para várias doenças funcionais, entre as quais estão:

1. Patologias osteo-musculares: rigidez do pescoço, espondilopatia, síndrome do Túnel Cárpico, periartrite, poliartrite, tendinite, artrite reumatóide, dor lombar e ciática, hérnia, artroses, etc.
2. Distúrbios do SIstema nervoso: ansiedade, depressão, insónia, cefaleia, síndrome vertiginoso, AVC,
paralisia facial, hiperactividade em crianças, dislexia, etc.
3. Distúrbios ginecológicos: menstruação irregular, amenorreia, dismenorreia, síndrome
do climatério/menopausa, infertilidade, etc.
4. Distúrbios gastro-intestinais e endócrinos: obstipação, obesidade, problemas de digestão e absorção alimentar em crianças, diabetes, etc.
5. Distúrbios dos órgãos sensoriais: olhos (sensibilidade, dor, secura nos olhos, conjuntivite, vista turva, daltonismo). Ouvidos (ataque súbito de surdez, zumbido). Nariz (sangramento nasal, sinusite e obstrução nasal). Boca (excesso de salivação, falta de salivação, inflamação na gengiva, dor de dente pós-tratamento, pós-cirurgia ou após extracção).
6. Afecções de pele: acne, eczema, irritação na pele, micose, herpes zoster, psoriasis vulgar, psoriasis, eritroderma, psoriasis pustular.
7. Afecções no pulmão/vias respiratórias: gripe, dor de garganta, amigdalite, rinite alérgica, bronquite,
asma, doença pulmonar obstrutiva crónica.
8. Cancro: reacções adversas ao tratamento de radioterapia e/ou quimioterapia, perda de leucócitos,
dor causada por cancro.

A acupunctura poder ser associada a outros tratamentos, tais como fisioterapia, psicoterapia, homeoterapia,
os quais são beneficiados pela associação com acupunctura, concorrendo para a aceleração e facilitação
de processos terapêuticos até à redução das doses da medicação utilizada.

ACUPUNCTURA ESTÉTICA


É um método praticamente indolor e livre de efeitos secundários. Melhora a circulação local, a oxigenação,
o metabolismo, a tonicidade da pele e harmoniza os músculos faciais, promovendo o seu rejuvenescimento.



A acupunctura é uma das técnicas utilizadas pela Medicina Tradicional Chinesa que procura resgatar
o equilíbrio físico e emocional do paciente, restabelecendo assim a saúde e o seu bem-estar. Envelhecer
é um processo natural, mas a qualidade do envelhecimento está directamente relacionada com a qualidade
de vida à qual submetemos o nosso organismo. Tratamento estético costuma ser sinónimo de sofrimento,
rubor e descamação da pele, impedimento da exposição ao sol e longos períodos de cicatrização
e recuperação.

A acupunctura estética é praticamente indolor e livre de efeitos secundários. Melhora a circulação local,
a oxigenação, o metabolismo, a tonicidade da pele e harmoniza os músculos faciais, promovendo o seu rejuvenescimento. O rosto flácido e as rugas prematuras resultam entre outras causas de distúrbios na alimentação, falta de exercício, exposição exagerada ou inadequada ao sol, fumo do tabaco, depressão,
fadiga e stress. Todas estas causas provocam desequilíbrios energéticos que impedem o correcto funcionamento dos órgãos e sistemas. A pele é o maior órgão do corpo e evidencia o envelhecimento prematuro.

REFLEXOTERAPIA


Não deve ser confundida com uma comum massagem aos pés. É uma técnica específica de pressão
que actua em pontos reflexos precisos dos pés, com base na premissa de que as áreas reflexas dos
pés correspondem a todas as partes do corpo.



ELECTROLIPÓLISE


É uma técnica inovadora e eficaz através da qual os efeitos das tradicionais agulhas da acupunctura são potenciadas por uma corrente eléctrica. Através desta técnica resolvem-se muitos aspectos no tratamento estético, como a redução de medidas, diminuindo a gordura localizada, a redução da celulite e marcas
das estrias.



A electrolipólise é uma técnica inovadora e eficaz através da qual os efeitos das tradicionais agulhas de acupunctura são potenciados por uma corrente eléctrica. Através desta técnica, resolvem-se vários aspectos
no tratamento estético, como a redução de medidas diminuindo a gordura localizada, a redução de celulite
e das marcas das estrias.

A técnica actua nas camadas superficiais da pele e gordura, estimulando a drenagem linfática, favorecendo
a oxigenação dos tecidos e a eliminação de toxinas. Os resultados estão condicionados à resposta fisiológica
e às reacções de cada indivíduo ao tratamento.

Esta técnica, utilizada juntamente com a acupunctura, emprega um equipamento de estimulação electrónica desenvolvido especificamente para acupuntores.

O estímulo provoca a lise das células gordas, perdendo estas a capacidade de reter líquidos, reduz o volume de gordura concentrada na região estimulada, melhora o metabolismo activando as principais funções das células, activa o sistema circulatório e linfático, elimina toxinas, drena a região, estimula os intestinos e aumenta a presença de elastina e colagénio na região estimulada.

TUI-NÁ


Tui-ná, é uma especialidade da Medicina Chinesa que usa as mãos como instrumento para tratar doenças.
A eficácia desta massagem estende-se a diversas patologias não só do foro osteoarticular. É uma terapia segura, sem riscos e livre de efeitos secundários.

É uma das mais antigas formas de medicina chinesa, o que pode ser comprovado na história médica
de uma das mais antigas nações do mundo.

O costume de esfregar, comprimir, amassar ou bater com as mãos nos próprios corpos ou nos dos seus companheiros, a fim de se livrarem do frio, ou do desconforto ocasionado pela fadiga, distensão abdominal
ou outros problemas de saúde, é um instinto inato do ser humano. Nos tempos primitivos, quando ainda não existiam instrumentos médicos, os chineses não podiam fazer nada além de usar o método espontâneo de tonificação ou sedação do corpo. A eficácia da massagem Tui-ná estende-se a diversas patologias, não se limitando apenas às do foro osteoarticular.

Actualmente, a terapia Tui-ná está fortemente implantada no oriente, fazendo parte activa de vários campos
da medicina. É uma terapia segura, eficaz, sem risco e livre de efeitos secundários.

AURICULOTERAPIA


Sendo provavelmente um dos métodos terapêuticos mais antigos praticados na China, a auriculoterapia
não se limita apenas ao tratamento das doenças através dos pontos auriculares. Este sistema tem-se desenvolvido também no diagnóstico de muitas patologias.



SHIATSU


Embora seja uma técnica de origem japonesa, os seus fundamentos são originários da medicina chinesa.
Esta massagem é feita com os dedos, os cotovelos e as palmas das mãos que percorrem os fluxos energéticos do corpo (meridianos). Benéfico para dores da coluna, distúrbios gástricos, enxaqueca, nervosismo, etc…



Shiatsu significa, literalmente, "pressão com os dedos". Assim, deve entender-se que a pressão digital
é a principal técnica deste tipo de massagem originária do Japão, que baseia os seus pressupostos na antiga Medicina Tradicional Chinesa. Esta técnica terá sido introduzida no Japão há cerca de 1500 anos, tendo sido inicialmente utilizada apenas como técnica de relaxamento. É uma técnica que combina a massagem com a pressão nos pontos de acupunctura chineses. Contudo, o Sistema de Massagem Shiatsu, criado no Séc. XX para dar resposta a necessidades de re-alinhamento energético do corpo, tem actualmente várias escolas
e as técnicas utilizadas vão para além da simples pressão digital, utilizando-se igualmente a pressão
das mãos, dos cotovelos, joelhos, pés ou mesmo o peso do próprio corpo do terapeuta.

Benefícios do Shiatsu: melhora a circulação do sangue e dos vasos linfáticos, produz relaxamento e alívio
do stress; melhora a respiração; ajuda a manter a saúde e previne doenças; é um bom auxiliar no tratamento
de problemas respiratórios, digestivos, circulatórios, musculares, cardíacos, neurológicos, renais, distúrbios menstruais, dores de cabeça, lombalgia, cervicalgia, nervo ciático, etc. e retarda o envelhecimento.

A beleza é exteriorizada através da saúde. O rosto é um espelho que nos mostra o interior físico e emocional do indivíduo.

O Shiatsu Facial trata-se de uma massagem, cujo principal objectivo consiste em libertar a energia bloqueada tendo como resultado final a saúde, o bem-estar e a beleza - o rejuvenescimento. Este objectivo
é conseguido através do restabelecimento do equilíbrio do fluxo de energia, melhorando a vitalidade da pele. Assim, retarda o envelhecimento, fortalece os músculos faciais, pescoço e colo.

O Shiatsu Facial relaxa o sistema nervoso, elimina o stress, cansaço físico e mental, tensão emocional, ansiedade, cefaleia, etc. pode ser aplicado com objectivo estético e terapêutico, no tratamento de distúrbios faciais como a paralisia facial, contractura mandibular, nevralgia do trigémio, etc.

CURA RECONECTIVA® e RECONEXÃO®


Dr. ERIC PEARL Como médico geriu uma clínica quiroprática de sucesso ao longo de 12 anos até que uma série de sincronicidades e eventos fizeram-no descobrir e aprender sobre a existência das linhas axiotonais intemporais que ligam o planeta Terra ao ser humano e ao Universo. A partir do momento em que ele próprio se submeteu a uma Reconexão, os seus pacientes começaram a afirmar que recebiam curas consideradas milagrosas para a medicina, em doenças como cancro, SIDA, fadiga crónica, fibromialgia, problemas congénitos, paralisia cerebral, depressão, ansiedade e muitos outros desafios de saúde.

Tudo isto acontecia depois de Eric utilizar as suas mãos para trabalhar sobre os pacientes, sintonizando as frequências reconectivas. Mais tarde, descobriu que podia ensinar este revolucionário trabalho num curto espaço de tempo a qualquer pessoa, independentemente da sua atividade, idade ou grau de formação. Mais de 1 milhão de pessoas já foram reconectadas e as suas vidas mudaram para sempre. Discursou, por convite, perante a Organização das Nações Unidas. Fez uma apresentação que encheu o estádio de Madison Square Garden, foi entrevistado por várias publicações, incluindo o The New York Times e, mais recentemente, apareceu no filme/documentário The Living Matrix (A Matriz Viva). Desde Los Angeles, Eric Pearl e a Cura Reconectiva provocaram um grande interesse por parte de médicos e investigadores de renome, de hospitais e universidades de todo o mundo como o Jackson Memorial Hospital, UCLA (Universidade da Califórnia Los Angeles), Cedars-Sinai Medical Center, o hospital de Vermont, a Universidade do Minnesota, a Escola de Medicina de Miami e a Universidade do Arizona – onde Dr. Eric deu uma palestra a pedido do Dr. Andrew Weil. Novas investigações estão a decorrer em várias instituições sob a tutela de cientistas de renome como o Dr. Gary Schwartz, PhD., o Dr. William Tiller, PhD., e outros.

+ informação:
www.thereconnection.com

Leituras:
"A Reconexão, Cure os Outros, Cure-se a Si Próprio“ de Dr. Eric Pearl
“Palavras de Salomão” de Dr. Eric Pearl e Frederick Ponzlov

OSTEOPATIA


A osteopatia é uma terapia que conjuga um conjunto de conhecimentos de anatomia e fisiologia do corpo humano, o conhecimento de como intervir em cada uma dos tecidos que produz patologia e a aplicação de técnicas de normalização da função.



A osteopatia vê o corpo humano como um todo, de forma global, e tem como objetivo restabelecer o equilíbrio das estruturas e funções através de técnicas manuais. O ponto de partida para um tratamento de osteopatia é o diagnóstico, o qual utiliza um conjunto de métodos, ténias, testes, exames complementares de diagnóstico, com o objctivo de encontrar a causa principal da sintomatologia/patologia. As reavaliações na osteopatia são realizadas constantemente durante a consulta e em todas as consultas, pois só assim é possível adequar em cada sessão o tratamento ao estado do paciente.

Na osteopatia os mecanismos de autorregulação do organismo (auto-cura) são bastante importantes, pois nos estados patológicos há uma perda ou redução destes mecanismos, os quais estão assegurados pelo sistema nervoso, circulatório e linfático. Assim, é na fase inicial da sintomatologia/patologia que a osteopatia deverá ser realizada, não alterado, no entanto, o seu efeito em fases mais tardias.

Podemos dividir a atuação da osteopatia no global de acordo com as estruturas que trabalham nos seguintes grupos:
• Osteopatia estrutural – utiliza técnicas de diagnóstico e tratamento dirigidas ao sistema musculoesquelético (articulações, músculos);
• Osteopatia visceral – utiliza técnicas de diagnóstico e tratamento dirigidas às vísceras (órgãos), interferindo nos órgãos do corpo humano e nas estruturas envolventes dos mesmos (membranas, músculos, vasos sanguíneos, nervos). Isto pois uma alteração nas estruturas envolventes dos órgãos pode criar uma alteração nesse órgão e vice-versa.
• Osteopatia craniana e Terapia sacro-craniana – utiliza técnicas de diagnóstico e tratamento dirigidas ao crânio e estruturas adjacentes ao mesmo. Engloba técnicas que têm como objetivo libertar e facilitar a micromobilidade do crânio, a relação deste com estruturas como vasos sanguíneos, nervos cranianos, glândulas, fáscias, músculos, membranas meníngeas, articulações e a relação entre o crânio e o sacro, a qual se faz através das membranas meníngeas e do líquido encéfalo-raquidiano. As alterações a este nível podem advir de situações como alterações posturais, traumatismos, desequilíbrios musculares, extrações dentárias, entre muitas outras situações. Estas situações alteram as estruturas acima citadas podendo produzir dificuldades de visão e audição, enxaquecas, vertigens, neuralgias, alterações nas funções das glândulas, transtornos digestivos, respiratórios, vasculares, de deglutição, entre muitos outros.

A interação entre estes campos da osteopatia e a visão global do corpo como um todo que o osteopata tem, leva-nos a entender que, por exemplo, uma dor ao nível de um braço pode ter como causa principal um problema digestivo, sendo necessário tratar a causa primária – o problema digestivo, para diminuir e cessar a dor no braço; uma dor na coluna lombar pode aparecer por uma cicatriz de uma cesariana sendo necessário equilibrar a cicatriz para cessar a sintomatologia da lombar.

Devido à globalidade na osteopatia, e à importância que a mesma dá a diagnóstico, é crucial a participação de uma equipa multidisciplinar, médico, médico dentista, podologista, terapeuta da fala, radiologista, entre outros, pois só assim é possível permitir ao paciente uma recuperação completa.

Entre as muitas indicações para o tratamento osteopático temos dor/disfunção/patologia na coluna vertebral (cervicalgia, dorsalgia, lombalgia, neuralgia, torcicolo, hérnia discal, dor ciática,…), dor na grade costal, dores nos membros inferiores e superiores (sequelas de traumas, entorses, tendinopatias,..); dores de cabeça, enxaquecas, vertigens, transtornos digestivos (hérnias do hiato, refluxo gastro-esofágico, gastite,…), transtornos cardiorrespiratórios, transtornos uro-ginecológicos (infeções urinárias, cálculos renais, síndrome pré-menstrual, …), transtornos oclusais, transtornos de deglutição, transtornos da articulação temporomandibular (articulação da boca), pós-operatórios, pós AVC, entre muitas outras.

MESOTERAPIA HOMEOPÁTICA


A Mesoterapia Homeopática consiste na aplicação localizada de medicamentos homeopáticos É uma técnica em profundidade de 4 a 12mm, com múltiplas micro-injecções intradérmicas (com microagulhas curtas e muito finas). É um tratamento bastante bem tolerado e praticamente indolor.



Este tratamento utiliza produtos biológicos/medicamentos homeopáticos, sendo estes bio-compatíveis com o organismo do paciente, ou seja, com risco praticamente nulo de contra-indicações, não havendo, assim, interacções nefastas com outros produtos ou medicamentos. Estes Medicamentos Homeopáticos são escolhidos consoante a patologia/área a tratar, fazendo a drenagem e a desintoxicação dos tecidos (drenagem celular).

Indicações: técnica utilizada em patologias reumatismais, medicina desportiva, dermatologia e estética. Em patologias músculo-esqueléticas é indicada na diminuição da dor e da inflamação dos tecidos, tendo uma acção descontraturante, anti-inflamatória, anti-edematosa e analgésica. Indicada para dores como artrose, nomeadamente da coluna vertebral (cervicalgias, dorsalgias, lombalgias), ancas, joelhos e tornozelos. Indicada, também, para reumatismo abarticular (tendinites, bursites, fasceítes), contracturas musculares; sequelas traumáticas como entorses e lesões musculares. Também é indicada noutras patologias que não do foro músculo-esquelético como nevralgias, problemas da circulação sanguínea dos membros inferiores, situações dolorosas após tratamento cirúrgico. Na Medicina Estética, é indicada em caso de celulite, obesidade, gordura localizada, estrias, varizes, flacidez, cicatrizes, rugas, rejuvenescimento do rosto, etc. No emagrecimento, esta técnica estimula a lipólise (queimar gorduras), melhorando a circulação sanguínea e promovendo a reabsorção e diminuição do edema (drenagem).

Estas características fazem da mesoterapia homeopática uma técnica imensamente eficaz e totalmente segura. A longo prazo, os resultados são mais duradouros, porque a cura vem de dentro e não depende da obrigatoriedade de “tomar os comprimidos todos os dias” para aliviar os sintomas.

IRIDOLOGIA


Iridologia é um diagnóstico Naturopático. É uma ciência que estuda a relação que existe entre as diferentes marcas observadas na íris com as alterações que ocorrem no organismo. A Iridologia exige bastante destreza do terapeuta, tendo em conta todos os minuciosos detalhes e variações de cores conciliando-as a um conjunto de diferentes conhecimentos de como funciona o organismo.



A análise iridológica permite conhecer as polaridades cerebrais, o ponto de stress, a introversão ou extroversão do paciente. Permite, também, ao terapeuta, determinar a herança genética e a predisposição a patologias. Permite conhecer a constituição orgânica e emocional; e determinar a toxicidade, fragilidade e condição de funcionamento de cada órgão ou tecido. Através deste diagnóstico podemos devolver o equilíbrio ao paciente, tendo em conta que conseguimos revelar a origem das deficiências/desequilíbrios permitindo elaborar o tratamento mais indicado para cada paciente. Esta ciência de diagnóstico não adivinha o futuro, nem lê a mente do paciente. É uma técnica simples, segura e não invasiva, sendo indicada a todas as pessoas, sem excepção.